Década de parceria

A Vult, uma das principais responsáveis pelo desenvolvimento da categoria de maquiagem no canal farma, chega a dez anos de vida e revela quais foram as estratégias para alcançar a marca e quais os planos futuros
 

De determinado ponto de vista, pode parecer pouco tempo. Entretanto, alcançar a marca de dez anos de vida no mercado de beleza brasileiro – mais especificamente dentro da categoria de maquiagem – é algo que deve sim ser celebrado. É com este sentimento que a Vult está vivendo 2014, ano em que comemora uma década de atuação. Além da disputa que este mercado nacional exige, a empresa tem significativa atuação em Maquiagem, categoria que é companheira e faz parte do dia a dia das brasileiras. E tratando-se de uma marca de varejo, a história da Vult pode ser traçada paralelamente ao desenvolvimento do trabalho de maquiagem dentro das farmácias. “Há dez anos, o cenário era muito diferente. Nem as drogarias e, sejamos justos, nem as marcas de maquiagem acreditavam na distribuição por este canal. A Vult percebeu uma grande oportunidade no Farma, foi insistente e hoje trabalha lado a lado com ele, que agora tem significativa participação em nosso negócio”, relembra Murilo Reggiani, sócio-proprietário da Vult.

Presente em mais de 25 mil pontos de venda em todas as regiões do País, a empresa sediada no município de Mogi das Cruzes (SP) revela qual foi a estratégia adotada durante estes de\ anos para ocupar os espaços disponíveis na categoria e, assim, se estabelecer como uma das grandes marcas nacionais de maquiagem. “É o resultado de muita dedicação, persistência e paixão. Quanto às consumidoras, oferecer produtos de maquiagens com a melhor relação custo x benefício, sempre alinhando as tendências às características e necessidades da mulher brasileira. Com relação aos PDVs, nos preocupamos primeiro em entender as dificuldades de trabalhar a categoria Maquiagem e depois partimos para a construção de ‘ferramentas’ e treinamentos para viabilizar e crescer a participação da categoria no varejo”, considera Murilo.

Concorrência sempre forte
Ao mesmo tempo em que o trabalho da Vult era desenvolvido nesta última década, as marcas concorrentes também davam seus passos evolutivos – cenário este que fez com que a categoria de Maquiagem apresentasse desempenho significativo no País até hoje. Diante desta realidade, o dirigente aponta em quais serão os atributos que precisarão focar para manter o espaço conquistado e seguir como uma marca forte. “Nós ‘puxamos a fila’ da categoria dentro do varejo farma, e é natural despertarmos o interesse da concorrência. Quanto a manter nosso espaço, basta buscar ser e fazer melhor, acompanhar as tendências – e às vezes se arriscar a criá-las –, investir cada vez mais nos produtos/negócio e, é claro, ‘construir e cultivar relações’, que é nosso maior diferencial”, diz.

Sobre a concorrência existente com as marcas atuantes em outros canais, Murilo observa que o alto investimento que vem sendo feito por elas prova que a categoria Maquiagem tem um potencial enorme a ser desenvolvido, frente à importância já alcançada em outros países. “Assim como as companhias globais e gigantes nacionais, a Vult estará junto, ocupando uma fatia importante do mercado”, assegura.

Passos a seguir
A Vult conta atualmente com uma ampla linha de maquiagem, mas também possui produtos para tratamento e cuidados da pele e dos cabelos. De acordo com Murilo, estas duas últimas são categorias complementares no nosso negócio da empresa, e faz questão de frisar que o dna da Vult é maquiagem. Mesmo assim, a empresa está buscando aventurar-se em um nova categoria. Além de aproveitar a edição de 2014 da Beauty Fair para celebrar seu décimo aniversário, a Vult também usufruiu da feira para realizar o lançamento de sua linha de esmaltes, composta inicialmente por cerca de 60 cores, e o resultado da ação surpreendeu a companhia. “A aceitação deste produto na Beauty Fair foi surpreendente, tanto que tivemos de adiar seu lançamento, devido à pré-venda ter superado significativamente nossas previsões e expectativas”, comemora Murilo.

Fora a entrada em um nova categoria, a Vult também se prepara para dar um grande passo no ano que vem: a construção de sua própria fábrica. Segundo Murilo, esta nova unidade fabril deverá estar pronta no primeiro semestre de 2015. “Vamos iniciar com itens estratégicos, uma vez que hoje o nosso negócio principal é vender”, afirma. Tendo em vista que construir uma nova fábrica exige muita cautela por conta do caixa da empresa que pode ficar comprometido, o dirigente garante que estão realizando tudo com muita cautela. “Tudo está sendo feito dentro do nosso fluxo, sem pressa e com capital próprio. Somos uma empresa enxuta e sem endividamento, e assim pretendemos continuar.”

Por fim, para que a Vult complete mais décadas de vida no mercado, mantendo produtos de qualidade à disposição de seus consumidores, Murilo dá os ingredientes: “Nunca deixar de lado nosso valores, nunca achar que está bom o suficiente e sempre servir”, finaliza.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo