Gerentes de loja no varejo farma: o gerente do futuro

Tendo em vista o agitado cenário que é o varejo farmacêutico brasileiro, e que tem tudo para sofrer novas movimentação de fusões e aquisições a qualquer momento, destacamos a importância do gerente de loja neste contexto atual. Mas e como deve ser este profissional no futuro diante de tudo isso que vem modelando o varejo farma hoje em dia? Especialistas e varejistas discorrem sobre o tema, procurando descrever quais são os atributos que o gerente deve se apegar para continuar sendo uma peça fundamental para as drogarias. Para a Dra. Tatiana Ferrara Barros, do CRF-SP, o gerente de farmácia do futuro deve ser aquele que pensa estrategicamente, que lida com os funcionários por meio de exemplo, justiça e liderança. “Ele deve conseguir se comunicar com os proprietários de maneira ética e ao mesmo tempo conseguir trazer resultado para a empresa, pois entende que o bem estar, a saúde e a confiança do cliente é que trará relacionamentos sustentáveis e manterá o ciclo de vida da empresa”, conta

Na concepção da gerente de RH da Brazil Pharma, Rafaella Andrade, a relação entre este profissional e os donos das redes deve ser cada vez mais franca e aberta. E a troca de experiências deve ser mútua. “O gerente do futuro precisará ser cada vez mais uma pessoa estratégica, contribuindo para a tomada de decisão pela alta gestão, acompanhando as mudanças do varejo e propondo soluções adequadas ao nosso negócio. Nesta direção, as empresas também deverão ouvir cada vez mais estes profissionais e usar a sensibilidade e potencial deles como forma de melhor ‘sentir’ o mercado e compreender suas novas demandas”, informa a executiva.

Já Thatiane de Souza Almeida, da Farmácia Indiana, associa a tecnologia à realidade do gerente. “Ele deverá ser ainda mais completo. A todo tempo está sendo pedido que sejamos mais eficientes, e com a ajuda da tecnologia, informações chegando cada vez mais rápido e o acesso ao conhecimento mais fácil, certamente o gerente do futuro sabendo utilizar desses recursos, a habilidade de relacionar dele será mais rápido”, aborda. “O gerente do futuro é aquele que consegue formar novos lideres. É aquele cujo conhecimento transcende a sua existência”, resume a diretora de RH da DPSP, Luzia Raleigh.
 
 
Orientações para o farmacêutico que se torna gerente, de acordo com o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo
 
•    Deve manter-se atualizado tecnicamente;
•    Receber remuneração adicional pela dupla função;
•    Ter liberdade e autonomia na tomada de decisões técnicas;
•    Preferencialmente, não deve ser o Farmacêutico Responsável Técnico;
•    Deve contratar outros farmacêuticos para atender a demanda técnica;
•    Cuidar para que não ocorra comprometimento da assistência farmacêutica, principalmente da atenção ao paciente/cliente e das outras atividades técnicas;
•    Cuidar para que a imagem do Farmacêutico não seja deslocada ao balconista (caso ele seja o único farmacêutico na empresa ou durante o seu horário de trabalho).

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo