Menos opções independentes

Menos opções independentes

Um das poucas operações de M&A relevantes no segundo trimestre deste ano, a aquisição de uma fatia majoritária da marca britânica Charlotte Tilbury pela companhia espanhola Puig, reforça a tendência de que num mercado em rápida evolução, as marcas independentes raramente permanecem independentes por muito tempo. É o que acredita a analista da área de Beleza e Personal Care da consultoria de inteligência de mercado britânica Mintel, Samantha Dover. Na visão dela, as grandes empresas estão adquirindo marcas pequenas e independentes num passo ainda mais acelerado, buscando capturar, de imediato, o hype e a emoção que essas marcas geram.

Um dos fatores que contribui para a aceleração desse movimento é o aumento dos negócios online, que ampliaram o acesso das consumidoras a novas marcas de beleza, diminuindo a dependência delas das marcas oferecidas no varejo físico na qual ela compra.
Essa exposição a um maior número de marcas tem tornado as consumidoras ainda mais infiéis e muito mais dispostas a experimentar novos itens de beleza. Segundo a analista, um bom exemplo desse apetite por novas marcas é a de que no Reino Unido, mais de um terço das mulheres compram ao menos um produto cosmético no último ano sem experimentá-lo antes.

Para Samantha, as grandes empresas de beleza continuarão a adquirir pequenas marcas independentes para alcançar novos grupos de consumidores. Em seu favor, a COVID-19 atingirá de forma muito mais forte as pequenas marcas independentes, do que as gigantes globais.

Ela acredita que com algumas exceções notáveis como KKW, Huda Beauty e Pat McGrath Labs, as marcas independentes de maquiagem estão rapidamente se tornando uma raridade, o que a leva a acreditar que o foco do mercado pode migrar para a categoria de cuidados com a pele, onde marcas independentes como BYBI, Versed, Herbivore Botanicals e Inkey List continuam ganhando força, envolvendo os consumidores com fórmulas sustentáveis, limpas e inovadoras, orientadas por tendências.

Fundada em 2013, a Charlotte Tilbury já é uma marca de alcance global. Somente no Reino Unido, mais da metade das mulheres já ouviu falar dela, enquanto uma em cada dez mulheres já usou um dos seus produtos de maquiagem ou pele. Com a aquisição, a Puig poderá ter um novo caminho para ganhar mais espaço no segmento de cores, na qual entrou apenas recentemente como o lançamento da linha de maquiagem da grife de sapatos Christian Loubotin, diminuindo a grande dependência do grupo espanhol da categoria de perfumaria.

}

Comentários ()

Vídeo em Destaque

VEJA TODOS OS VÍDEOS

Blogs

Tags