Mercados mais dinâmicos, recuperação mais rápida

A consultoria norte-americana NPD Group apresentou dados que mostram que o mercado global de beleza de prestígio apresentou resultados mistos no primeiro semestre de 2013. Nos EUA, as vendas de perfumes e cosméticos de prestígio avançaram 8%  gerando US $ 5 bilhões nos primeiros seis meses do ano. Na Europa, o Reino Unido ganhou 6%, com 803 milhões de libras. Já para  França, Itália e Espanha, os desafios da crise econômica continuam impactando os negócios do setor.
Cuidados com a pele e maquiagem foram os principais impulsionadores por trás do crescimento dos EUA no primeiro semestre de 2013, com US$ 1,8 bilhão, e US$ 2 bilhões em vendas, respectivamente.

Apesar do desempenho positivo, a perfumaria não apresentou o mesmo vigor do ano passado. O crescimento de 4% é a metade do obtido em 2012. As vendas da categoria na distribuição seletiva americana totalizaram a cifra de US$ 1,1 bilhão.

Apesar do declínio em muitos países, a perfumaria continua a representar a maior fatia das vendas de beleza de prestígio na Europa (Reino Unido: 43%, França: 62%, Itália: 40%, Espanha: 51%). Apenas na Itália as três categorias têm posições mais ou menos equitativas.

"As semelhanças na distribuição de varejo, variedade de marca e mix de produtos nos EUA e no Reino Unido continuam a ajudar os mercados a capitalizar sobre as tendências positivas. Os mercados da zona Euro enfrentam maiores desafios, mas, com exceção da Espanha, a maioria dos mercados continuam a mostrar aumentos de preço médio de venda em todas as categorias. Isto diz que, embora os consumidores possam ter um corte nos gastos, eles continuam a investir em valor, mesmo quando essa pode ser a preços mais altos ", disse Karen Grant, vice-presidente e analista sênior da NPD.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo