Reconhecimento e evolução

Depois de receber da Natura o troféu Qlicar como melhor Fornecedor de Embalagens, a AB Plast se volta para o que melhor sabe fazer no mercado de beleza: investir para assegurar a qualidade a todos os seus clientes


Há sempre quem diga que o remédio para superar tempos difíceis é seguir investindo. E este medicamento a AB Plast vem tomando já algum tempo, independentemente se a fase é boa ou ruim. Nesta entrevista exclusiva à revista Packing Cosmética, Sidnei José Pereira (foto), gerente de Vendas da empresa, discorre sobre como e onde a companhia procura realizar seus investimentos; acerca de quais as dificuldades enfrentadas dentro do mercado de beleza; expectativas; a importância dos parceiros; e sobre a satisfação em receber mais uma vez das mãos da Natura o troféu Qlicar, na categoria Fornecedor de Embalagens.

Sobre o desempenho recente da AB Plast, qual é a avaliação de vocês sobre 2013?
2013 foi um ano fantástico para a AB Plast, crescemos 39% em relação a 2012. Nos últimos sete anos, a AB Plast tem mudado a sua postura e obtendo crescimento constante. Em 2013, tivemos grandes projetos em diversos clientes, como Natura, AVON, L’Oréal, entre outros. Estamos fazendo constantes investimentos nas áreas de PET, Sopro, Injeção e Decoração. Investimos também nas áreas de apoio técnico dando melhor suporte aos clientes.

Em relação a 2014, qual a leitura que você faz deste do primeiro trimestre dele?
Temos boas perspectivas para 2014, planejamos um crescimento de mais 20%. Mas estamos com os pés no chão. O primeiro trimestre ainda foi bom em virtude dos bons ventos de 2013; contudo, abril e maio têm mostrado um mercado mais contido. Um ano como este, com diversos eventos importantes acontecendo muito próximos um dos outros, faz realmente com que o mercado seja mais conservador. Não queremos parar, e por isso, estamos investindo em automação e máquinas mais eficientes. Você precisa sair na frente e ser competitivo para ganhar o mercado.

Quais foram os últimos investimentos realizados em termos de maquinário, inovação, pesquisa e desenvolvimento, e até mesmo expansão?
Nos últimos dois anos, a AB Plast fez grandes investimentos. Compramos três máquinas para PET, totalizando 15 direcionadas a este processo. Para Sopro, foram instaladas no início de 2014 duas máquinas para moldes de grande produtividade. Na área de Decoração, foram mais cinco máquinas automáticas, entre silk-screen e aplicação de rótulos termoencolhíveis (sleeve).

Na sua visão, quais são os principais gargalos enfrentados por vocês nos segmentos que atuam dentro do mercado cosmético?
Duas coisas são muito difíceis em nosso mercado. Uma é repassar a inflação aos preços dos produtos, visto que o preço da resina é extremamente sensível ao dólar e tem impacto direto no nosso produto. O outro gargalo, é a falta de mão de obra. Resta a empresa investir no seu efetivo e em programas que formam funcionários especializados no seu processo. Se não for feito isso, corre-se o risco de ficar com máquina parada por falta de mão de obra especializada.

Outro ponto bastante exigido dentro do mercado cosmético é a inovação. Como vocês fazem para buscá-la e assim apresentar algo que realmente acrescente ao mercado de beleza?
Também são dois princípios básicos: parceria com grandes fornecedores e participação em feiras internacionais. A AB Plast tem buscado junto com seus fornecedores ideias com foco em inovação. Um novo produto ou um novo processo, traz a flexibilidade e a vantagem de sair na frente e ir ao encontro do que o cliente precisa. Também investimos em participação em feiras nacionais e internacionais. Com isso, a pessoa de criação tem mais liberdade para inovar e principalmente, trazer aquilo que há de novo no mundo, aqui para dentro do nosso.

É possível apontar algumas inovações feitas por vocês neste mercado de beleza ultimamente em relação às embalagens com as quais vocês atuam?
Decoração 360 graus, decoração em braile, sopro de frascos PET com parede espessa, uso de corte do canal quente em pre-formas (gate cut) para frascos em PET, entre outros.

Em sua cartela de clientes, vocês contam com grandes players do segmento cosmético. Ao mesmo tempo, são companhias que puxam a fila neste mercado quando os assuntos são inovação e tendências. Como é para um fornecedor de embalagem ser parte desta realidade e fazer com que essas empresas não percam este status de “ditar a regra”?
É um privilégio fornecer para estes clientes. Por outro lado é obrigatório ter uma qualidade ímpar, sempre se esmerando para superar as expectativas do cliente e sempre sendo o pioneiro na participação em programas como inovação, qualidade assegurada e qualificação de fornecedores. Como ponto positivo nesta participação, acabamos tendo um ganho sócio econômico.

Em 2014, a AB Plast recebeu o troféu Qlicar na categoria Fornecedor de Embalagens. Na oportunidade, você destacou a importância do prêmio e da Natura na questão do amadurecimento de vocês. Gostaria que você apontasse em que pontos esta empresa de venda direta auxiliou na evolução da companhia durante esses 20 anos?
Tentando superar as expectativas do cliente, montamos um sistema interno de gestão de qualidade e de inovação. Ao longo destes 20 anos, evoluímos nas áreas de Pesquisa&Desenvolvimento, Qualidade, Custos e Sócio Ambiental, buscando sempre atingir as metas estipuladas. Mesmo quando os critérios são bastante rígidos, a AB Plast busca de alguma forma atingir os resultados esperados. Nem sempre eles são positivos, mas com certeza alguma coisa de bom se retém com a experiência. Pró-atividade e persistência é uma característica da nossa equipe.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo