Rótulos e etiquetas: atração visual e sensorial

Novas técnicas estão permitindo rótulos e etiquetas cada vez mais atrativos para os produtos cosméticos, um mercado em que o nível de exigência continua elevado. Muita coisa pode vir do exterior também. Mas o alto custo ainda é empecilho


A embalagem, enquanto atributo diferencial, continua sendo fator de destaque nos mais diversos mercados. Inúmeras são as menções feitas a ela, principalmente como ponto de atração no PDV. Porém, é claro que essas indicações também passeiam pela necessidade de se ter uma ergonomia que condiga com a finalidade do produto, bem como os atributos de proteger o conteúdo e transmitir informações sobre ele, entre outras funções. Nesse âmbito, vale a pena fazer um exercício de interpretação e discorrer sobre os componentes visuais e sensoriais de uma embalagem através do prisma de seus rótulos e etiquetas, a fim de demonstrar o que algumas companhias que atuam nesses segmentos estão fazendo para acompanhar a evolução e a exigência do mercado dos produtos cosméticos.

As empresas do setor buscam desenvolver embalagens cada vez mais destacadas. Para isso, a expertise dos fornecedores e fabricantes de rótulos e etiquetas é fundamental, a fim de que os produtos ganhem uma aparência de destaque. Para buscar essa diferenciação, três pontos são imprescindíveis: sensorial, textura e brilho. Tudo para servir como atrativo e puxar os olhares dos consumidores para as gôndolas, mas, sobretudo, entregar um produto cuja a embalagem não deixe a desejar.

Momento de avanços e inovações
Para conseguir oferecer soluções interessantes para as empresas do setor cosmético, as companhias especializadas em rótulos e embalagens têm suas tecnologias. Para uns, as que estão vigentes no Brasil já são bastante desenvolvidas para este mercado. Entretanto, para outros, há diversas tecnologias fora do País que permitem que os quesitos sensorial, brilho e textura sejam ainda mais desenvolvidos. Porém, assim como acontece com muitos outros componentes, o custo acaba impedindo tal avanço. “Embora já hajam soluções muito interessantes e atraentes, os custos ainda são elevados. A inovação ficaria por conta de novas técnicas de produção para diminuição do preço destes produtos e melhorias principalmente as que envolvem as soluções para impressão do Braille”, avalia  Fernando Moraes Medeiros, supervisor de Impressão e Acabamento da Prakolar Rótulos e Adesivos Termoencolhíveis.

Segundo ele, o Braille aplicado com ink-Jet UV é uma tecnologia inovadora porém muito cara para ser importada. “No geral, o impeditivo principal para a implantação destas tecnologias no Brasil são os custos elevados”, reforça. Ronaldo Baumgarten Jr, presidente da Baumgarten Gráfica, até reconhece que há ainda muito espaço para inovações neste mercado, porém afirma que as tecnologias existentes fora do País não são significativas. “No caso de nossa companhia, a maior inovação que fazemos atualmente é dar liberdade para a criação, utilizando máquinas de acordo com o design solicitado”, sintetiza o mandatário.

A visão de Fabiana Rossi, responsável pelo departamento de Marketing da Mack Color, é um pouco diferente. Para a profissional, o mercado de cosméticos ainda não tem tanto conhecimento do que é possível usufruir dos rótulos adesivos. “Falta muita disseminação de informações. A Mack Color sempre busca estar próxima a seus clientes e fornecedores para transmitir essas novidades. Um trabalho que fazemos constantemente é visitar as agências de publicidade para mostrar o quanto os profissionais de embalagens podem utilizar a criatividade para chamar a atenção no ponto de venda e destacar o produto no mercado”, explica Fabiana, que também crê que haja muitas tecnologias fora do Brasil que poderiam ser aproveitadas por aqui. “Acredito que temos muito que crescer no mercado de autoadesivos, por isso a nossa parceria com os fornecedores de matéria prima e acabamentos são tão importantes.”

Tecnologias à disposição
Apesar de o alto custo ser indicado como principal impeditivo para que o mercado de rótulos e etiquetas se desenvolva ainda mais no Brasil, as tecnologias existentes por aqui procuram meios de não decepcionar o mercado cosmético. Fabiana Rossi, da Mack Color, diz que as técnicas de acabamentos e dos rótulos autoadesivos demonstram a evolução nos três quesitos fundamentais para os rótulos:  sensorial, brilho e textura. “Essas técnicas permitem que o nosso cliente possa abusar dos vernizes, seja com brilho, fosco, gliter, glow in the dark (brilho no escuro), aromáticos e outros, hot ou cold stamping, laminações e relevo. “Assim, os nossos clientes podem atingir todos os sentidos de seus clientes e chamar atenção no ponto de venda”, indica a reponsável pelo Marketing da empresa, destacando ainda que além dos acabamentos nos rótulos, é permitido a utilização de diferentes substratos, papéis e filmes que têm texturas e alto brilho.

No caso da Baumgarten, a companhia catarinenese procura combinar todos os principais sistemas de impressão e até 11 cores no mesmo rótulo. Além disso, para os acabamentos, os processos desenvolvidos pela empresa permitem variedade de formatos, além de efeitos diferenciados com vernizes, relevos e tintas especiais, visando beleza e qualidade. “Para demonstrar a evolução do segmento, aponto a Flexografia para a impressão de cores intensas; a serigrafia para a impressão de rótulo No-Label-Look; e Rotogravura, Cold-Foil e Hot-Stamping para brilhos metálicos, aço escovado e holografia”, cita Ronaldo. Nas questões que envolvem estes três quisitos fundamentais para os rótulos, de acordo com Fernando Moraes Medeiros, a inovação em vernizes especiais proporcionaram muitas vantagens técnicas. “Alguns que já utilizamos com sucesso foram; verniz brilho, verniz fosco, verniz táctil, super brilho, holográfico, com microcápsulas e com efeito perolizado prata e ouro (iriodin)”, exemplifica o supervisor de Impressão e Acabamento da Prakolar.

Exigências do mercado...
A busca pela inovação diante de um mercado extremamente exigente como é o cosmético, acaba sendo algo que não tem como deixar de se pensar no dia a dia das empresas. Atualizar-se com o que há de novo e inovador também deve fazer parte do cotidiano de qualquer companhia. Tudo isso para estar de acordo com a realidade do setor de beleza, cujo o mercado vem se moldando em torno de um consumidor que também se desenvolveu e se construiu por conta da realidade do consumo atual. O aumento no poder aquisitivo fez com que este consumidor passasse a ter um nível de exigência maior e mais apurado. Esta realidade também deve estar nítida nas mentes dos fabricantes de rótulos e etiquetas.

“Com ceteza o consumidor compra o produto também pela decoração e embalagem hoje. Eles procuram por características inovadoras e com os rótulos adesivos tudo isso é possível”, situa Fabiana Rossi, da Mack Color, que ainda exalta que a companhia procura trabalhar com pequenas, médias e grandes tiragens, a fim de oferecer esses diferenciais para a indústria cosmética. Para ajudar a ilustrar o momento vivido pelo consumidor com relação à exigência com os cosméticos, Ronaldo Baumgarten Jr. mostra quatro sequências para demonstrar sua percepção.

“Primeiro são as cores. Nelas, entram liberdade de criação, para usar e abusar delas e de sistemas de impressão. Depois a forma, que é o diferencial, como rótulos autoadesivos, termoencolhíveis, entre outros. Mais tarde o toque, com efeitos de textura, acabamento acetinado, super-brilho e combinações. E por último a informação, como por exemplo o espaço extra em rótulos, como em bula, booklet e termoencolhíveis”, considera o presidente da Baumgarten.

...e do consumidor
O supervisor de impressão e acabamento da Prakolar informa que quando a textura das embalagens é discutida, o Braille está ganhando muita importância por parte dos consumidores. Segundo Fernando Moraes Medeiros, isto já está se tornando uma exigência daqueles que consomem e das empresas. “Os outros efeitos não são considerados uma exigência, mas agregam muito valor ao produto e criam grande diferencial. Eles devem sempre ser levados em conta na confecção dos rótulos, embora os preços sejam mais elevados, as experiências de clientes que utilizam estes efeitos são muito boas e consideramos que são um sucesso”, contorna. E na busca por entregar produtos com diferenciais nos rótulos, ele garante qua a companhia está sempre atrás de novas soluções dentro e fora do Brasil.

“A Prakolar, rótulos autoadesivos e termoencolhíveis, tem um longo histórico de excelência no atendimento e parceria com a indústria de cosméticos e sabe que é a que mais busca diferenciais em seus rótulos. Cada vez mais sofisticadas, as embalagens de cosméticos procuram agregar valor e beleza equivalente aos seus produtos, por este motivo, a Prakolar está sempre em busca de novas soluções no Brasil e no exterior”, vislumbra Fernando, que assegura ainda estar de olhos abertos nos anseios da indústria de cosméticos. “As empresas desse segmento sabem que uma boa aparência, efeitos perolizados, chamativo com brilho, tátil com textura e apelos sensoriais, por exemplo, quando aplicados aos rótulos agregam muito valor e podem fazer com que os consumidores definam a compra por este ou aquele produto. No caso dos rótulos termoencolhíveis, a possibilidade de utilizar formas, criar embalagens que são personagens é a ‘grande sacada’”, finaliza.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo