Rio de Janeiro proíbe uso de microesferas plásticas

Rio de Janeiro proíbe uso de microesferas plásticas
De uso muito comum em produtos cosméticos e higiene pessoal, as microesferas de plástico foram proibidas recentemente no estado do Rio de Janeiro. Em uma lei sancionada no dia 31 de agosto, de autoria do deputado Carlos Minc, estão proibidos fabricação, distribuição, comercialização, importação e armazenagem das microesferas. Além de proibir também os descartes em rios, córregos e no mar de qualquer produto contendo-as, ocas ou maciças. 

O Rio é o primeiro estado do País a adotar essa medida. As esferas são feitas de derivados do petróleo ou de nylon, portanto não são biodegradáveis. Geralmente seu uso são relacionados ao aumento de atrito, em produtos esfoliantes, ou braqueamento em forma de abrasivos, como em cremes dentários. As empresas terão um prazo de um ano e meio para substituir o uso, sob pena de multas e sanções. 

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo