Escândalo da JBS faz Caixa Econômica Federal cobrar empréstimos da Flora antecipadamente

Escândalo da JBS faz Caixa Econômica Federal cobrar empréstimos da Flora antecipadamente
A delação de Joesley Batista, que colocou a política do País de cabeça pra baixo, mais uma vez, está gerando complicações para as empresas da J&F, holding da família Batista que controla a JBS. A Caixa Econômica Federal estaria cobrado antecipadamente da Flora, uma subsidiária integral da J&F e dona de marcas como Francis, Albany, Neutrox e Ox, um empréstimo de R$ 50 milhões cujo vencimento original seria em 2018. As informações são do jornal Folha de São Paulo, que apurou junto a pessoas próximas do grupo que nenhuma cláusula do contrato foi rompida para justificar tal medida. A Caixa é o maior credor da J&F, com cerca de R$ 10 bilhões à receber. Com uma dívida elevada, que supera em 4x a sua geração de caixa operacional, a J&F já havia contratado o Bradesco BBI para encontrar compradores para a Vigor e a própria Flora.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo