Estreitando a relação

Estreitando a relação
O relacionamento entre as brasileiras e os cuidados com a pele do rosto nunca foi lá aquelas coisas. hábito e rotina com esses produtos sempre estiveram fora da realidade dessas consumidoras, que contam detalhes desse convívio em pesquisa realizada pela Avon


Com o intuito de saber como as mulheres brasileiras têm se relacionado com os hábitos e cuidados com a pele do rosto, a Avon decidiu encomendar um estudo junto ao instituto Ibope Conecta. A pesquisa "A relação das brasileiras com a pele do rosto" buscou entender os hábitos, sentimentos e atitudes de 1.000 mulheres entre 25 e 60 anos, de todas as regiões do Brasil. Entre as diversas constatações obtidas, há o dado que diz que 83% das mulheres cuidam da pele motivadas por um sentimento positivo de prazer, ainda que elas reconheçam que esse cuidado é necessário. Quase metade das entrevistadas (48%) respondeu que os sentimentos de bem-estar e saúde são os mais importantes em relação ao cuidado do rosto, enquanto apenas 27% destacaram que cuidam da pele para se sentirem mais bonitas.

A insatisfação também deu as caras nas respostas das que responderam a pesquisa.  Seis em cada dez mulheres estão insatisfeitas com a pele do rosto, diz o estudo. E, entre as insatisfeitas, as jovens são maioria - 61% têm esse sentimento. Esse público mais jovem também é quem menos conhece o próprio tipo de pele e os cuidados necessários. Só que, mesmo as que afirmaram saber qual o tipo de pele têm, 38% não sabem o cuidado que devem ter. Ou seja, além de confirmar que face care é um tema que as mulheres leem, mas não necessariamente entendem, estes dados também trazem um reflexo nos hábitos de cuidado, já que quase 1/3 das mulheres usa apenas água ou o sabonete do corpo para a limpeza da pele do rosto.

Quando foi tocado no assunto "envelhecimento", as entrevistadas demonstraram que este não é um processo tranquilo para elas, já que 56% estão preocupadas ou tentando minimizar os sinais do rosto. Só que aí elas esbarram naquilo que talvez seja o maior desafio da categoria Pele como um todo, o de estabelecer uma rotina de cuidados com a pele. Mesmo dizendo que estão preocupadas, 36% delas possuem dificuldades em estabelecer uma prática diária. Outro dado interessante diz que 34% investe apenas em cuidados básicos e quando lembram.

Em termos de tratamento, a amostragem aponta que existe uma percepção de busca por soluções que destaquem uma beleza natural. Nas clínicas, os recursos mais buscados são limpeza de pele (55%) e esfoliação (41%), por outro lado, procedimentos reparativos como toxina botulínica, representam menos de 10%. Para os cuidados home care, o estudo mostrou que as entrevistadas priorizam a limpeza e a proteção solar, mas deixam de lado os procedimentos de tratamento como hidratantes e antissinais. "Esse dado reforça o papel educacional da Avon no apoio das mulheres no desafio de estabelecer um ritual diário mínimo de três passos básicos de cuidado com a pele. Nosso objetivo é atender as expectativas desse novo perfil de mulheres que priorizam cada vez mais soluções que sejam acessíveis e práticas de serem incorporadas no dia a dia", conta Denise Figueiredo, diretora de Marketing da categoria de Skincare da Avon.

Tudo isso mostra que já passou da hora de a indústria repensar a maneira como se comunica com suas consumidoras de produtos faciais. Denise conversou um pouco mais sobre esta questão e sobre os resultados obtidos na pesquisa.


Uma das sinalizações da pesquisa foi que face care é um tema que as mulheres leem, mas não necessariamente entendem. Na sua visão, essa constatação tem a ver com a forma como a indústria comunica a categoria? É possível dizer que ela não está conseguindo se comunicar direito sobre o assunto e que essa comunicação talvez precise ser completamente repensada, procurando uma maneira um pouco mais objetiva?
Dentro do universo de beleza, face care tem ganhado a atenção das mulheres, no entanto, o cuidado com a pele do rosto é um hábito recente na rotina de beleza feminina. Embora elas estejam dedicando maior tempo e atenção ao tema, a maioria delas ainda está na fase de descoberta e experimentação. Nesse sentido, acreditamos que a Avon como marca líder no segmento de cuidados com a pele, tem o papel de fomentar conversas educacionais sobre face care, desmitificando o tema e explicando os benefícios e a tecnologia que a marca oferece de forma simples e clara. Defendemos que o ritual de face care não precisa ser algo complicado. Acreditamos que há três passos fundamentais de cuidado com a pele do rosto: limpar, tratar e proteger. E que esse ritual pode ser inserido na rotina de toda mulher.

Em quais motivos residem esse alto grau de insatisfação que ficou em evidência na pesquisa com a pele do rosto, sobretudo por parte das jovens?
Na pesquisa, podemos relacionar a questão da insatisfação com a pele entre as jovens com outros fatores associados, como o fato de que elas também representam o grupo que menos conhece o tipo de pele que tem e os cuidados necessários. Assim, podemos concluir que um fator impacta no outro. Neste sentido, a comunicação da Avon tem como um dos pilares, justamente reforçar os cuidados indicados em cada faixa etária, facilitando a escolha da consumidora no momento da compra.

E, diante dessa insatisfação, vem junto a questão da dificuldade em se estabelecer uma rotina, que talvez seja o principal desafio dentro de toda a categoria de Pele. Isso também tem a ver com a questão da comunicação que a indústria estabelece para a categoria de face care? Já que nesse caso evidencia-se mais o público mais jovem, não seria mais viável buscar estabelecer uma rotina mais fácil, com menos ?passos? e com produtos de mais fácil aplicação e absorção, já que as mais jovens não precisam de tantos cuidados, quanto uma pele mais madura, por exemplo?
A Avon defende justamente que o ritual de beleza deve se encaixar na rotina da mulher, por isso, ele precisa ser prático, simples e rápido. Nesse sentido, acreditamos que existem três passos fundamentais para o cuidado com a pele que toda mulher pode inserir no seu dia a dia. São eles: limpar, tratar e proteger. Essa é a principal mensagem da categoria de face care. Todas as inovações da marca são desenvolvidas considerando essas premissas.

Falando de peles mais maduras, apesar de a amostragem indicar que mais da metade das entrevistadas "estão preocupadas ou tentando minimizar os sinais do rosto", a brasileira ainda tem uma cultura muito reativa, ou seja, apenas quando os sinais do tempo marcam de fato no rosto é que ela busca um cuidado. Neste caso, é nítido que a cultura de prevenção também está longe da realidade. Para você, nisso também existe uma falha de comunicação por parte da indústria, de ajudar a consumidora a ter a noção dessa necessidade da cultura de prevenção?
Como a rotina de skincare é um movimento recente dentro da rotina de beleza feminina, ainda existe uma grande parcela das mulheres em busca de soluções para reverter os danos. No entanto, esse movimento tende a mudar. Dados da pesquisa também mostraram, por exemplo, que o protetor solar - importante aliado na prevenção de danos à pele - vem ganhando relevância no dia a dia feminino. Apostamos tanto na comunicação quanto no desenvolvimento de produtos que atuam no cuidado preventivo da pele. Desse modo, para reforçar a importância da prevenção quando o assunto é face care, a Avon aposta no lançamento do Renew Vitamina C - principal novidade da marca em 2019. Uma solução multifuncional e simples de ser inserida no ritual de cuidados feminino.  

Há um dado interessante na pesquisa que diz que quase metade (48%) das mulheres informaram que "os sentimentos de bem-estar e saúde são os mais importantes em relação ao cuidado do rosto", número superior ao das que disseram que cuidam para se sentirem bonitas. Mesmo destacando essa busca pelo bem-estar próprio, a consumidora ainda tem falhas na hora de se cuidar. O que está por trás dessa relação? Ela realmente dá valor para se sentir bem consigo própria ou para se sentir segura diante da sociedade, mesmo que isso não signifique "sentir-se bonita para os outros"?
As falhas no ritual de cuidado com a pele estão mais relacionadas com questões como a falta de conhecimento sobre o tipo de pele que elas possuem e com os cuidados necessários. Quando perguntadas sobre as motivações para cuidar da pele, segurança e/ou confiança (23%), aparece depois de beleza (27%), outros sentimentos somam 2%.  

Além de ter utilizado para o lançamento do novo Renew Vitamina C, os dados obtidos na pesquisa "A relação das brasileiras com a pele do rosto" pode fazer com que a Avon mude algo com relação à forma de comunicar a categoria daqui para frente? O quê por exemplo?
Os dados da pesquisa reforçam, principalmente, que mais do que informar é preciso trabalhar o educacional em face care. A clareza e a simplicidade da comunicação são essenciais para isso. Ainda, é necessário entregar soluções simples e práticas em face care, que se adequem à rotina feminina.

Compartilhe

Comentários ()

© 2012 • Cosmética News. Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por Index Software

Voltar ao topo